Tudo Sobre Varizes: como prevenir, tratamentos para varizes, como evitar varizes

Posted on

Os anticoncepcionais injetáveis andam se tornando cada vez mais populares porque são de dosagem única, evitando o esquecimento comum de tomar o comprimido todos os dias no mesmo horário.

Dessa forma, a médica explica que a gravidez, a obesidade e ficar muito tempo em pé ou sentado com as pernas cruzadas ou curvadas podem comprometer a circulação. Juliana Puggina Cirurgia Vascular e Endovascular CRM-SP 134.963 As varizes, apesar de serem mais comuns nas pernas, também podem acometer as veias da região pélvica. O refluxo nas veias da região pélvica podem, inclusive, ser causa de reaparecimento de varizes nas pernas daquelas mulheres que já realizaram cirurgia para varizes. Tratamento das varizes pélvicas Quando é feito o diagnóstico desse problema, precisamos identificar a causa das varizes para indicar o melhor tratamento. Já as varizes são veias superficiais dilatadas e tortuosas, de cor roxo-azulada ou esverdeada, que surgem ao longo das pernas e dos pés e podem causar dor e inchaço. Espero ajudar a encorajar quem precisa se livrar do mal das varizes, melhor fazer isso de uma vez não é mesmo? Segundo o ginecologista José Bento, alterações hormonais também podem aumentar o risco de varizes e inchaço nas pernas e, por isso, esses problemas são mais comuns nas mulheres. Outros fatores que podem contribuir para o inchaço são a menstruação, que aumenta o estrogênio e diminui a eliminação de líquido pelos rins, e também a gravidez. Após a gravidez é frequente o aparecimento de varizes devido à pressão exercida pelo útero nas veias pélvicas e também à ação hormonal, que provoca diminuição da tonicidade venosa.

Varizes na gravidez: são comuns? por que isso acontece? é possível evitar? Conheça as dicas para uma circulação saudável na gestação.

  • Tomar pílula pode causar varizes e até trombose? Verdade.

Isso provoca o melhor fluxo de sangue nas pernas, sem inchaços, e evita varizes.

Não é diferente com o anticoncepcional hormonal feminino, que também contém substâncias químicas e atua como um remédio. Ficar muito tempo em pé, parado, também provoca varizes, porque não há movimento do pé e da batata da perna, para ajudar a bombear o sangue para cima. Carneiro defende: “Caso a pílula seja trocada na época certa e tomada corretamente não aumenta o risco de gravidez. A trombose venosa profunda também pode causar varizes por conta da presença de coágulos nas veias das pernas. Além disso, a gravidez também aumenta o risco de trombose ainda mais do que a pílula anticoncepcional e ninguém deixa de engravidar por causa disso. Os anticoncepcionais intrauterinos, mais conhecidos pela sigla DIU (dispositivo intrauterino), são, atualmente, um dos métodos mais seguros e eficazes para evitar uma gravidez. Para outras pessoas, varizes podem causar dor, desconforto e até mesmo problemas mais graves, como aumentar o risco de doenças circulatórias. O anticoncepcional injetável é uma injeção de hormônios, veja as vantagens e desvantagens desse método e se é o melhor para você. O anticoncepcional hormonal (pílula, injeção, adesivo) aumenta o risco de trombose, que é a coagulação do sangue dentro das veias e embolia pulmonar, quando o coagulo vai para o pulmão.

3 dicas simples também podem ajudar você a evitar e tratar varizes nas pernas:

  • Tomar a pílula durante muitos anos pode causar infertilidade na mulher? Mito.

Evitar ambientes quentes Como visto, até pelo menos 21 dias há risco de voltar a ter algum sangramento e o calor por ser vasodilatador, aumenta o risco de sangramento.

A gravidez também aumenta as chances do problema, já que o peso do feto prejudica o fluxo sanguíneo. Com isso, o sangue que irriga as pernas consegue voltar para o coração com maior facilidade, não ficando acumulado nos membros, que é a causa das varizes. Com isso, o bombeamento do sangue se torna mais difícil e o sangue tende a se acumular nas veias das pernas, provocando as varizes. Quando a paciente já apresenta varizes, a contração muscular aumenta o refluxo venoso, por isso elas ficam mais salientes logo após o exercício. ♦ Temperatura: A exposição sob o forte calor pode causar a dilatação venosa e, por isso, nos países que são mais frios, há menos ocorrência de varizes. Não é causa isolada do surgimento de varizes, a pessoa precisa ter tendência ao problema, mas o risco aumenta de acordo com a frequência do uso. Além disso, com o desenvolvimento do bebê, o útero fica maior e pode acabar pressionando veias importantes das pernas, o que aumenta as chances de dilatação. Vale lembrar que a combinação entre a pílula e o cigarro aumenta os riscos, não só de varizes mas também de derrame e de outras doenças vasculares. Já as varizes ocorrem quando as veias ficam mais dilatadas e tortuosas e aparecem sintomas chatos, como cansaço e peso nas pernas, os mais frequentes.

Tudo Sobre Varizes: como prevenir, tratamentos para varizes, como evitar varizes

  • Obesidade: O excesso de peso aumenta a pressão sobre suas veias.

Trata-se de um procedimento invasivo, delicado que precisa ser feito corretamente para não trazer problemas e que pode causar diversos efeitos, logo a presença do profissional é imprescindível.

“Esquecer de tomar ou ingerir cada dia em um horário pode deixar o corpo sem a cobertura da ação preventiva da pílula, facilitando a gravidez”, diz o médico. É verdade que o anticoncepcional aumenta o risco de trombose venosa (entupimento de veias) podendo causar sérios riscos à nossa saúde? Abaixo coloquei um esqueminha para vocês entenderem: Ou seja, engravidar aumenta MUITO mais o risco de ter trombose do que usar pílula. O melhor para tratamento específico varizes é o óleo de cipreste, ele aumenta circulação e auxilia o sistema circulatório. As varizes são veias inchadas devido à pressão exercida pelo maior volume de sangue que circula no  corpo durante a gravidez. Além disso, muitas mulheres fazem reposição hormonal, o que às vezes pode ser contra indicado quando já existe histórico de varizes, pois essa prática pode agravar o problema. Caso a pílula seja tomada apenas para controle da gravidez, um método alternativo, desde que se enquadre no estilo de vida da mulher em questão, é mais indicado. Isso aumenta a pressão nas veias das pernas e leva ao aparecimento das varizes. O primeiro passo é evitar pressão demais nas pernas durante a gravidez.

Alfonso: “É um comprimido que contém hormônios e que evita uma gravidez indesejada.

Em alguns casos pode ajudar a TPM, melhorar a pele e evitar gravidez indesejada”. Neste período aconselha-se usar outro método contraceptivo para evitar realizar a cirurgia na vigência de uma gravidez. de serem prejudiciais à estética, as varizes podem causar dor, cansaço e sensação de peso nas pernas. Então, se a pessoa não tem o fator genético a probabilidade de ter varizes por causa da gravidez é pequena. Apesar de ser uma preocupação principalmente estética para a maioria das pessoas, as varizes nas pernas podem causar dor e incômodo, ou até mesmo evoluir para problemas maiores de circulação. Histórico familiar – a genética também é uma grande causa de varizes, isso pois existem componentes na genética familiar que pode contribuir para o aparecimento da mesma. Obesidade – quando uma pessoa se encontra acima do peso, a pressão sobre a veia aumenta, desta forma, é mais fácil haver o dilatamento da mesma criando então as varizes. Gravidez – com a gravidez, o corpo da mulher passa a produzir mais hormônio, além de exercer um volume maior do sangue, podendo então gerar as varizes. O risco aumenta com a duração do tratamento e pode ser mais baixo ou possivelmente neutro com medicamentos que contém somente estrogênios.

É mais indicada a progesterona sintética levonorgestrel, pois, o estrogênio sintético aumenta o risco de trombose em mulheres com tendência.

“Tudo isso pode causar incômodo nas pernas, mas a causa das varizes é genética e hormonal, sempre. Já o surgimento de varizes na gravidez pode sim acontecer, também por causa das flutuações hormonais. Mas, segundo o médico, para que o laser queime as veias doentes ele tem que queimar também a pele, o que pode causar manchas nas pernas. Já quando as veias são maiores, saltadas e largas, o procedimento mais indicado é o da cirurgia de varizes. Além do tratamento precoce, que é a melhor forma de prevenção, sair do sedentarismo e manter hábitos saudáveis ajuda a evitar que as varizes aumentem. A obesidade cria pressão positiva que dificuldade ainda mais o retorno do sangue das pernas para o coração. Normalmente, além deste tratamento o paciente também precisa tomar remédios para diminuir a pressão nas varizes e evitar que voltem a surgir. Foto: Pockafwye, Ed Uthman Veias varicosas (ou as tão temidas varizes) costumam causar desconforto muito mais pelo seu aspecto do que pelos seus efeitos no organismo. O melhor remédio para evitar e também para tratar as varizes não tem custo nenhum e só traz benefícios para as futuras mamães. Durante a gravidez a prática de atividades físicas estimula a circulação sanguínea, o que diminui os inchaços nas pernas e ainda ajuda a prevenir e a tratar as varizes. Ainda que você tenha alguém em sua família que tenha varizes, você pode tomar atitudes que diminuam o seu risco de desenvolver a condição. Essa propriedade das meias de compressão contribui para uma redução do inchaço das pernas e pode contribuir para quem busca como evitar varizes. No entanto, as veias mais vulneráveis a varizes são as das pernas e dos pés, pois andar e ficar em pé podem forçar as veias do parte inferior do corpo. Nos casos de varizes superficiais, pode ser feito a escleroterapia, um procedimento que envolve injeção de um produto químico dentro da veia. O uso de anticoncepcional altera a quantidade de hormônio feminino (estrogênio), agravando ainda mais o quadro de varizes*. Somente o profissional poderá indicar qual é o melhor método para o tratamento das suas varizes, mas você pode conhecer melhor cada um deles neste outro texto.