Remédios: Varizes pélvicas e varizes nos membros inferiores (Parte 1)

Posted on

Podemos expor nossos pacientes em tratamento da doença varicosa dos membros inferiores a esse tipo de risco?

Os autores referem as possibilidades do exame ecodoppler venoso com cor no estudo das varizes dos membros inferiores. Palavras-chave: varizes dos membros inferiores, ecodoppler venoso com cor, refluxos venosos, cirurgia Dados de Download não estão ainda disponíveis. Apesar dos membros superiores e inferiores serem mais suscetíveis a este tipo de lesão, pode surgir em qualquer localização do corpo (MEULENEIRE, 2003; NAZARKO, 2005). As varizes do esófago ou do estômago assemelham-se às veias varicosas que algumas pessoas apresentam nas pernas. O médico orienta o cateter dentro do fígado para um local onde uma das veias porta se encontra próximo da veia supra-hepática. Todavia, paciente que apresenta insuficiência cardíaca e/ou congestão hepática e com edema de membros inferiores não desenvolve as alterações de pele e úlceras características de pacientes com insuficiência venosa crônica. CORREIO DA MANHÃ – Varizes: idade é um factor de risco para a cirurgia, artigo com declarações do Prof. Dr. Roncon de Albuquerque, médico no Hospital da LAPA. Tem bom poder esclerosante, todavia pode produzir reações alérgicas, manchas acastanhadas nas veias injetadas (mais comuns em indivíduos de pele escura) e escara (ferida necrótica) no local da injeção; Entretanto, as veias safenas muito dilatadas e/ou a presença de refluxo autorizam sua retirada para tratamento da doença varicosa, mesmo porque, neste caso, são imprestáveis como “ponte”.

2. Quais são as causas da doença venosa crônica e varizes dos membros inferiores?

  • Escleroterapia convencional com glicose hipertônica, polidocanol ou Ethamolin®
  • Escleroterapia com espuma de polidocanol
  • Ablação das safenas a Laser ou Radiofrequência
  • Microcirurgia de varizes dos membros inferiores

Assim, a veia doente não é retirada, mas é excluída da circulação, eliminando as complicações causadas por ela.

Cirurgia Vascular A má circulação é caracterizada pela dificuldade do sangue passar pelas veias ou artérias, gerando sintomas como pés inchados, dor nas pernas, mãos frias e varizes nas pernas. Tais sintomas podem traduzir uma doença venosa inicial, sendo as Varizes de membros inferiores sua principal representante. O tratamento de Cirurgia a Laser e da radiofrequência são mais indicados em casos das veias doentes tronculares, e veias de maior calibre como a veia safena. Membro Titular da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular Trombose venosa profunda é o termo médico para a formação de coágulos de sangue dentro das veias profundas das pernas. Diferenças anatómicas na localização das veias superficiais dos membros inferiores podem contribuir para a patogênese. Os pacientes foram randomizados em grupos para retirada da veia safena durante operação de varizes versus a ligadura da junção safeno-femoral, com incisões e exerese das varizes. Foi recentemente adicionado ao arsenal para tratamento das veias varicosas a ablação por radiofreqüência da veia safena. SE JÁ FEZ, CONTINUE POR AQUI ;) OBRIGADO A TODOS ;) Introdução Varizes de membros inferiores (VMI) é um tipo de doença vascular periférica Varizes: mitos e verdades Introdução As varizes dos membros inferiores constituem certamente uma das condições patológicas que mais chama a atenção da população em geral.

Varizes pélvicas e varizes nos membros inferiores

  • A retirada cirúrgica de uma variz pode prejudicar a circulação?

Para o indivíduo portador de varizes dos membros inferiores, muitas das dúvidas corriqueiras são pertinentes ao tratamento a prevenção e prognóstico das varizes.

Genética Os achados epidemiológicos sugerem que a hereditariedade é provavelmente o mais importante fator preditivo da ocorrência de varizes dos membros inferiores. A hidroginástica e a natação são práticas esportivas que teoricamente são mais adequadas aos portadores de varizes dos membros inferiores. Cirurgia A remoção cirúrgica das varizes dos membros inferiores, como qualquer ato operatório, gera um trauma local. Essa doença tem elevadas incidência e prevalência, tendo associação com varizes, úlceras e lesões tróficas de membros inferiores. As veias varicosas de origem pélvica são uma causa importante de refluxo que não está diretamente relacionada com o sistema da veia safena. Essas varizes podem ser restritas à região pélvica isoladamente ou se extenderem até o períneo, vulva e/ou membros inferiores. Veias varicosas da pelve podem ser identificadas durante o exame físico, indiretamente através do Ultrassom Doppler Colorido dos membros inferiores ou, diretamente, através do Doppler transvaginal, Angiorressonância ou Flebografia. Varizes dos membros inferiores Antônio Urbano Filho* Varizes são definidas como veias dilatadas, alongadas e tortuosas, com alterações de suas paredes e da sua função. Sedentarismo está relacionado à piora das varizes pois a musculatura dos membros inferiores bombeia o sistema venoso.

Reunião do Capítulo de Cirurgia Vascular: “Varizes dos membros inferiores – Do médico de família ao cirurgião”

  • As válvulas venosas podem parar de funcionar corretamente,
  • As veias podem inchar, tornando-se varizes.

O tratamento para reduzir a pressão arterial do sangue na veia pode reduzir o risco de sangramento de varizes esofágicas.

Quando a cirurgia envolve a retirada de apenas algumas veias colaterais e as safenas não precisam ser retiradas, a anestesia pode ser local. O curativo da cirurgia de varizes é feito com pequenos pedaços de fita adesiva que fecham os orifícios de retirada das veias colaterais. Gostaria ainda de ressaltar que existem médicos que utilizam formas diferentes das descritas neste artigo para retirada das veias (essa que foi descrita não é a única que existe!). O aparecimento de uma variz, pode originar novas varizes, porque a pressão dentro da veia vai-se transmitindo às outras veias adjacentes. Todas as varizes dos membros inferiores estão situadas entre a pele e o músculo (supra-aponeuróticas). As varizes dos membros inferiores constituem um problema muito frequente que afecta entre 5% a 30% da população em idade adulta. Elas se desenvolvem nas pernas com mais frequência, mas qualquer veia pode se tornar varicosa, incluindo as da face, estômago ou parte inferior das costas. Neste artigo: As varizes superficiais dos membros inferiores constituem uma das doenças sua retirada causa melhoria na drenagem venosa dos membros inferiores, aliviando

As veias varicosas normalmente aparecem em adultos e podem ser causadas por uma variedade de fatores genéticos, ambientais e ocupacionais.

As mais comuns são as varizes dos membros inferiores. As telangiectasias, nome científico dos vasinhos nas pernas, podem ser sinal de problemas mais graves em veias maiores do sistema circulatório que os médicos angiologistas chamam de varizes. Todo ano, mais de 1,5 milhões de americanos procuram tratamento para problemas relacionados à varizes, sendo que 23 destes pacientes apresentam sintomas decorrentes do refluxo da veia safena. Como a veia safena não é um conduto maior para o retorno venoso dos membros inferiores a sua remoção pode ser compensada completamente pelo sistema venoso profundo. O mecanismo fisiológico de ajuda à circulação sanguínea na posição em pé falha e as veias vão cedendo e dilatando, dando lugar ao aparecimento de varizes nos membros inferiores. As varizes dos membros inferiores são uma doença exclusiva da espécie humana e decorrem do facto de nos apoiarmos apenas em dois membros e assim nos deslocarmos. Esta dificuldade do sangue venoso dos membros inferiores retornar ao coração ocasiona varizes e é agravada por elas. Um ponto crucial no tratamento das varizes dos membros inferiores, em especial no sexo feminino, é a preocupação estética, para além da funcional. O tempo da sessão é de 10 a 25 minutos Tratamento de veias varicosas ou varizes, de forma rápida e eficiente.

As varizes de membros inferiores, são manifestações da doença venosa crônica, apresentando-se como a mais comum de todas as alterações vasculares.

Vale lembrar que, como as varizes não são sempre visíveis, qualquer pessoa que sofre dores, inchaço ou fadiga nos membros inferiores deve procurar um médico para avaliação. Tratamento combinado da cirurgia de varizes com a escleroterapia de telangiectasias dos membros inferiores no mesmo ato. Nos membros inferiores dispomos de três sistemas venosos: o sistema venoso superficial – composto de veias do tecido celular subcutâneo, portanto, fora de planos musculares. As varizes são veias em membros inferiores que se apresentam dilatadas e tortuosas, podendo levar a sintomas como dor, peso e cansaço. As varizes que causam sinais e sintomas mais graves podem precisar de tratamento médico ou de cirurgia. Algumas pessoas com varizes podem escolher passar por tratamento médico ou cirurgia devido a razões cosméticas. O tratamento médico e cirurgia de varizes são usados para remover as veias varicosas ou para fecha-las. Remover ou fechar uma veia varicosa geralmente não ocasiona problemas de circulação porque o sangue encontra rotas por outras veias. Essa cirurgia de varizes usa uma câmera minúscula ao final de um tubo fino que se move através das veias varicosas.

No caso das varizes, o método mais comum é a retirada das veias dilatadas com procedimento cirúrgico.

O termo varicosidades refere-se a alteração estrutural das veias que se tornam: As veias varicosas ocorrem mais freqüentemente nas veias superficiais das pernas, mas também podem se formar nos braços. Para confirmar o diagnóstico  de veias varicosas e para um melhor planejamento terapêutico, seu médico pode solicitar um teste de Ecodoppler Venoso de membros inferiores. Enquanto na cirurgia tradicional o médico retira as varizes, no laser e na radiofrequência as varizes são eliminadas com o calor, que “queima” a parede e obstrui a veia. Varizes nos membros inferiores é a doença vascular mais comum. RESUMO Artigo de revisão e atualização sobre varizes dos membros inferiores, incluindo caso clínico e questionário sobre o assunto. Varizes dos membros inferiores são veias do sistema superficial, dilatadas (com mais de 3mm de diâmetro), alongadas e tortuosas, com alterações morfológicas e funcionais irreversíveis (Figura 03). Um autor8 constatou que os genes enfraqueceriam a parede das veias dos membros inferiores, e quando associada aos demais fatores predisponentes e desencadeantes as varizes surgiriam. TRATAMENTOS DISPONÍVEIS PARA TELANGIECTASIAS E VARIZES DOS MEMBROS INFERIORES Qual é o tratamento ideal? Cerca de 10% das pacientes que apresentam varizes nas pernas possuem varizes pélvicas, que causam refluxo para os membros inferiores, gerando sintomas. Transplantes: tratamento médico cirúrgico que consiste na retirada e implantes de órgãos ou tecidos de um local para outro no mesmo paciente, ou em pacientes diferentes. Varizes são veias dilatadas e tortuosas, mais comuns nos membros inferiores.